Número total de visualizações de página

sábado, 6 de dezembro de 2014

CRER EM DEUS

albanonogueira@sapo.pt
http://deixadeusentrar.blogspot.com

A fé em Deus não é como a matemática ou a física. Ciências exatas que se podem comprovar.
A fé não é um conjunto de técnicas, de instrumentos, de aparelhos.
Deus não seria Deus se fosse visível, palpável, sensível, comprovado pela experiência física, se se pudesse verificar por meio de máquinas.
Se Deus fosse uma realidade material, tocável pelos sentidos, não seria "Deus".
Se um dia alguém viesse a compreender Deus, Deus deixaria de ser Deus.
Deus não fala, mas, para quem tem fé, tudo fala de Deus..
Deus é Infinito e e não se pode medir, nem imaginar, nem compreender o infinito.
Deus não se pode comprovar racionalmente.
A razão, o pensamento, estão ligados ao tempo e ao espaço.
Deus está fora do tempo e do espaço...
Há muitas razões, muitos indícios para aceitarmos Deus, se tivermos fé espiritual.
Mas, outros, também apresentam razões para negar Deus.
Deus é um Mistério e perante o Mistério de Deus só pela FÉ, é que podemos aceitar.
Felizes os que acreditam em Deus.
Felizes os que procurar conhecer o Deus Vivo revelado por Jesus Cristo.
Felizes os que sentem criados, amados, protegidos, libertados, curados, salvos e abençoados por Deus.





segunda-feira, 25 de agosto de 2014

DO SOFRIMENTO À PAZ

http://deixadeusentrar.blogspot.com


O sofrimento põe a pessoa em agonia. 
Eliminando o sofrimento, a pessoa recomeça a viver, a gozar da vida.
O homem novo anunciado pelo evangelho de Jesus Cristo, traz consigo uma reconciliação com o sofrimento, irmanado com a dor, peregrino do amor e da liberdade.
O homem é um ser sofredor, ao contrário dos animais que seguem os seus instintos e têm os problemas resolvidos.
Os animais não sofrem preocupações nem vivem ansiedades. Não têm aborrecimentos ou insatisfação. Não têm problemas. Sentem-se realizados seguindo os seus instintos. 
Não podem ser mais felizes do que já são. 
São felizes de forma inconsciente, sensorialmente.
O homem tem consciência de si mesmo, sabe que sabe, sabe que não sabe e sabe quem é e quem não é.
Este emergir da consciência do homem deu-lhe possibilidades enormes positivas, mas também negativas.
Pela evolução, o Homem rebentou com os laços do instinto e perdeu o “paraíso” de felicidade própria do animal.
O ser humano começou a sentir-se um estranho, longe da sua “pátria”, solitário. Sendo o mesmo, é diferente.
É um ser à parte. Por isso, sentiu-se triste e sentiu que estava só. 
O Homem “evoluído” dos primatas, tem de aprender a “arte” de viver. A evolução é como que um novo nascimento.
Ao tomar consciência de si, o Homem conhece as suas possibilidades, mas também as suas impossibilidades.
Não sabe o que é. Não sabe quem é.
O homem olhou para si mesmo e achou-se um estranho: duas personalidades contraditórias. Era um ser incompreendido e incompreensível para si mesmo.
Começou a perguntar: quem sou eu? De onde venho? Para onde vou? Que fazer comigo mesmo?
Olhando para si mesmo, tomou consciência da morte e chegou à conclusão que tinha nascido para morrer.
Não podia regressar ao paraíso pré-humano.

Tinha de aceitar a sua nova vida, humana, orientada pela razão, pelo pensamento. Tem de trilhar um caminho sem fim em que as novas metas nunca mais acabam.

(Texto de Frei Inácio Larranhaga)

sábado, 9 de agosto de 2014

SER FELIZ



PARA SERMOS FELIZES, TEMOS DE TER UMA ATITUDE

 POSITIVA E CONSTRUTIVA SOBRE A VIDA.

O CRITÉRIO ORIENTADOR PARA UMA VIDA FELIZ É A


CONFIANÇA:



1- CONFIANÇA EM DEUS


2- CONFIANÇA EM SI MESMO


3- CONFIANÇA NOS OUTROS


4- CONFIANÇA NO MUNDO.

Confiar é dizer SIM à vida, como um dom maravilhosos 


de Deus por meio dos nossos pais...

-------------------------

Procura ser feliz no PRESENTE, não no passado, nem 

no futuro.

Procura ser feliz com O QUE TENS NO PRESENTE e não 


com o que tiveste no passado ou virás a ter no futuro.

Procura ser feliz com O QUE ÉS NO PRESENTE e não 


com o que foste no passado ou poderás vir a ser no 

futuro.

Procura ser feliz com o que FAZES NO PRESENTE e 


não com o que fizeste no passado ou poderás vir a 

fazer no futuro.

O segredo de uma vida feliz é OLHAR O PRESENTE, 


VIVER O PRESENTE, AGIR NO PRESENTE, SABOREAR 

O PRESENTE, mesmo que se deva planear e projetar o 

futuro.

DESEJO-TE UMA VIDA FELIZ.

domingo, 13 de julho de 2014

A EXPERIÊNCIA DA FRAGILIDADE

http://deixadeusentrar.blogspot.com


A vida é bela, mas não impede todas as provas e desventuras, porque existimos e experimentamos o amor.
A vida é marcada pela fragilidade, em todas as suas fases e formas: a fragilidade do recém-nascido, da criança, do idoso, do doente, do pobre, do abandonado, do marginalizado, do prisioneiro. Em todas as idades experimentamos sofrimentos físicos, psíquicos, sociais. Como acontece com a felicidade, também a experiência da dor é comum a todos.
Assim como em cada situação humana se experimenta a fragilidade, assim também cada ambiente vital é fruto de um equilíbrio frágil. 
Nos rostos das famílias há muitas vezes mais lágrimas para enxugar do que sorrisos para colher. 
Na vida há sofrimentos que aparecem contra todas as nossas expectativas e também sofrimentos que nascem dos nossos erros e das nossas falhas: quando damos prevalência ao ter sobre o ser; quando nos sobrecarregamos de coisas inúteis; quando damos a precedência ás coisas sobre as pessoas, aos interesses materiais sobre os afectos.
A fragilidade permanece como um grande desafio: desde sempre ela suscitou interrogações, problemas, incertezas. 
Um personagem da Bíblia tornou-se uma espécie de referência para todos aqueles que têm a coragem de reflectir sobre a dor. Trata-se de Job: com o seu nome designamos quem sofre injustamente ou quem justamente tem motivos para lamentar-se. Com Job, perguntamo-nos: porque é que devemos sofrer e morrer?

Muitos não conhecem as palavras que a Bíblia coloca nos lábios de Job no momento em que o contacto com a dor se torna insuportável. 
O cristão não desanima, como Jesus também não desanimou. Deus está sempre connosco também nos momentos de maior sofrimento e debilidades.
Deus ama-nos sempre e muito mais quando sofremos intensamente a dor.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

ORAÇÃO- ENCONTRO COM DEUS VIVO

                   
http://deixadeusentrar.blogspot.com



Rezar não é só uma questão de fé, de acreditar em coisas, 

ideias, doutrina, é também uma questão de amizade, de 

amor.


É uma relação entre pessoas. Crer, confiar em Alguém: 

Deus Pai, Filho, Espírito Santo.

Aqueles que se fazem de verdade amigos de Deus e 

seguem um caminho espiritual de diálogo e amizade com 

Senhor, sentem em si as maravilhas de Deus e de quanto

 podem mudar as suas vidas quando se abrem aos

 projectos de Deus.


Deus quer que sejamos felizes.

 A oração é para todos e orar é uma coisa simples, tão

 natural como viver.

A oração é uma ligação com Deus, como quem faz uma

 chamada telefónica e se deixa conduzir por Ele.

Orar é um conjunto de muitas acções: umas vezes activas,

 outras vezes passivas.


Oração é vida. Deve-se orar a partir da vida e para a vida.


Orar é deixar-se trabalhar por Deus. Nós somos o barro e

 Deus é o oleiro. Somos obra Sua. Precisamos de amar o

 barro que somos e deixar que Deus o transforme.


A oração deve fazer de nós AMIGOS DE DEUS. E os

 amigos encontram-se, falam, dialogam, abrem o seu

 coração aos outros…


Cada um devia descobrir e dizer sempre: “Que bom é o

 Senhor. Quem bom, Senhor, é estar contigo, estar na Tua

 presença, na Tua amizade”.                                                      

terça-feira, 3 de junho de 2014

ABANDONAR-SE NAS MÃOS DE DEUS

http://deixadeusentrar.blogspot.com


O ser humano está muitas vezes doente psicologicamente porque lhe falta Deus.

Deus pode curar-nos através do conhecimento que temos 

d'Ele e da vivência do Seu amor gratuito por nós.

    Através da vivência do Abandono, o cristão vai chegando 

uma profunda paz, libertando-se lentamente de tristezas 

angústias, curar-se das feridas, superar complexos e 

medos, recuperando o sentido da vida e a alegria de viver.

A oração e o contacto com a Palavra de Deus ajuda o 
cristãos a deixar-se transformar à luz da Palavra pela 
reflexão, pela oração, pela análise da sua vida.
    O bem e o mal nascem no coração. A Oração e a 
meditação levam a examinar a alma e o coração para ele 
chegar à harmonia, serenidade e paz. 
A partir do coração convertido esses dons 
se irradiam à família, e da família à sociedade. 
Quem transforma o coração, transforma o mundo.


Quando no caminho surgem, emergências dolorosas, é 
conveniente e necessário, em primeiro lugar, se formular 
esta pregunta: "Isto que tanto me dói tem solução? 
Posso alterar, mudar ou melhorar? 
Posso fazer alguma coisa?"
Se vislumbramos no horizonte alguma solução, embora 
seja de pequena proporção, não é a hora de se entregar,
mas de lutar e combater com todas as armas possíveis e 
com a colaboração dos demais, para alterar o pouco ou 
muito que seja possível mudar.
Contudo, olhando a realidade com cabeça fria, o ser 
humano descobre com muita frequência que grande parte 
das coisas que o desgostam, o entristecem ou o
envergonham não tem absolutamente nenhuma solução, 
ou a solução não está em suas mãos; chamamos a isto de 
situações limites, fronteiras absolutas, fatos 
consumados. Nós a chamaremos de impossíveis.
Só resta abandonarmo-nos nas mãos de Deus Pai e 
ficar em paz.

terça-feira, 20 de maio de 2014

IDEAL PESSOAL, DIVISA, LEMA


http://deixadeusentrar.blogspot.com


É  muito importante uma pessoa conhecer-se a si mesmo(a). Para descobrir um Ideal Pessoal, uma divisa para orientar toda a sua vida.
Olhar para dentro de si mesmo. Descobrir a riqueza que háem mim e que eu até posso nem saber, nem conhecer.

- Como é que eu uso a minha liberdade?
- Estou a crescer e a amadurecer nas escolhas que faço?
- Ainda estou na fase infantil?
- Penso só em mim de forma egoísta e ególatra (culto ou adoração de si mesmo) ou também penso nos outros de forma altruísta, preocupando-me com o bem dos outros?

É necessário pensar nisto para cada um perceber que caminho está a seguir na vida e indicam qual a pedra fundamental da nossa vida, sobre a qual uma pessoa erguerá os seus planos de vida.

- Sou responsável e cumpridor?
- Sou religioso(a) e pratico a religião dentro e fora da igreja?

Um dia vivido só para si, sem nada contribuir para o bem dos outros ou para a glória de Deus, embora cheio de prazeres, foi um dia perdido.
Ser normal, saber enfrentar as dificuldades da vida com calma, segurança, perseverança.
- É importante cada pessoa conhecer-se a si mesmo, conhecer os seus desejos mais profundos, superar-se a si mesmo (desenvolver-se), ser plenamente Eu mesmo e não uma cópia barata dos outros. 
Não ser medíocre.

Só olhando para dentro de si mesmo posso verificar onde posso melhorar, aperfeiçoar.