Número total de visualizações de página

quarta-feira, 24 de julho de 2013

NOVA EVANGELIZAÇÃO


Boa notícia em relação aos pobres

Só quem sente necessidade de salvação,
pode ser evangelizado e aceita o evangelho.
Os pobres, segundo a Bíblia, não são apenas
os pobres de bens materiais, mas todos aqueles
que sentem necessidade de Deus, confiam
em Deus e não na riqueza, nem no poder,
nem na fama.

Jesus de Nazaré anuncia a boa nova a todos,
 mas esta só é acolhida pelos pobres;
pois os ricos (cheios de dinheiro, poder,
 importância, vaidade, fama, orgulho),
esses pensam que não precisam de Deus,
nem dos outros…
Estão cheios de si mesmos, egoístas
e egocêntricos.
Estes pensam que não precisam de salvação,
 não sentem necessidade de salvação.
Confiam no dinheiro, no poder, na fama, na
sua importância.
Não confiam, nem precisam de Deus.

Jesus de Nazaré é o primeiro evangelizador
da Boa Nova do Reino de Deus.

A Boa Nova de Jesus de Nazaré diz-nos que
 Deus é Pai; que o Seu Reino é libertação
 e salvação.

A Igreja continua a missão da salvífica de
Jesus Cristo no sentido de apressar o Reino
de Deus que vem quando os pobres
são evangelizados, promovidos,
libertados, ajudados.

 

sábado, 20 de julho de 2013

EVANGELIZAR


http://deixadeusentrar.blogspot..com

O que é evangelizar?

A razão histórica de ser da Igreja é, fundamentalmente,
a evangelização. Sem evangelização, não há comunidade cristã.

A Igreja existe para evangelizar, ou seja, para anunciar
 o evangelho de Jesus Cristo, mediante tudo o que a Igreja
 diz, faz e é.

Missão para os de fora (ad gentes, todas os povos) não
cristãos e ação pastoral evangelizadora dos cristãos e a
nova evangelização com os batizados não crentes.

a) Evangelizar é testemunhar a boa notícia a partir de
Jesus Cristo.

Não se trata apenas de anunciar boas notícias, mas
anunciar boas notícias a partir de Jesus Cristo que nos
revela Deus como Pai de forma simples e direta de forma
 a transformar a vida de quem O aceita.

Porque é que nem sempre se evangeliza? A resposta é que
nem sempre a Igreja (e Igreja somos todos nós) dá
testemunho de Jesus Cristo.

A boa notícia é que, por Jesus Cristo, o Reino de Deus,
está próximo de nós com a Sua graça.

Trata-se de uma boa notícia que vem de Deus.
Esta notícia tem relação com a criação (que é boa) e tem
 relação com a história (esta tem sentido).
Evangelizar é afirmar que há uma esperança frente aos
fracassos e à morte.

O anúncio do evangelho é algo que diz respeito a todos e é
 algo muito importante, é algo de essencial, fundamental.
Não é uma coisa privada ou acidental.

Este anúncio relaciona-se com Jesus de Nazaré
 morto e ressuscitado, coerente em seu pensar e em seu
agir.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

NOVA EVANGELIZAÇÃO


 
Evangelizar é anunciar ou apregoar a mensagem de Cristo com
o testemunho de vida e da palavra
aos não crentes para os levar à fé;
e aos fiéis para os instruir, confirmar e os estimular a
um maior fervor de vida para dilatar o Reino no mundo

Existe o primeiro anúncio da mensagem de Jesus aos não crentes e existe a ação pastoral com os descristianizados e aos fiéis que necessitam de fortalecer a fé.

A evangelização pretende renovar a humanidade,
dar testemunho, anúncio explícito, adesão do coração,
entrada na comunidade, acolhimento dos sinais.

Dou graças a Deus que me deu a vida, a fé, uma vocação e o ministério sacerdotal.
E já lá vão 30 anos a evangelizar e a servir o Povo de Deus, nesta diocese de Braga, Portugal, Europa.
  Sinto-me feliz pelo dom do sacerdócio ministerial recebido e
que continua bem vivo e bem ativo em mim.
O Fogo do Espírito Santo continua bem forte para anunciar a todos que Deus me ama muito e que ama a todos muito. Tão forte como há 30 anos.
Às crianças e jovens que encontro, eu digo que "a vida mais linda deste mundo é ser sacerdote católico de Jesus; é ser colaborador de Jesus. É ser presença de Jesus no meio de todos".
Gostaria que todos os que contactam comigo sentissem isso.
Obrigado a todos os que me têm ajudados ao longos destes 30 anos de vida sacerdotal...
Que Deus a todos abençoe. Amen.
 

sexta-feira, 12 de julho de 2013

ANO DA FÉ- REFLEXÃO



http://deixadeusentrar.blogspot.com


Deus criou o Homem e a Mulher e os fez participar da Sua Vida, do Seu Amor e da Sua felicidade.

Se meditarmos na natureza que apareceu há 14 biliões de anos, nós perguntamos quem criou tudo isto?

Se nada existia, como é que tudo apareceu?

Tudo o que existe tem um autor, um criador.

Quem é o autor de tudo isto?

O nada, nada cria, o nada, nada dá, o nada não dá o ser e
a existência a nenhum ser.

Se ouvirem falar de uma grande explosão no princípio
do universo, nós cristãos dizemos que quem fez essa explosão
foi Deus que não tem princípio, nem fim.

A NATUREZA diz-nos que nenhum homem consegue fazer o
sol, ou a lua, ou as estrelas.

E que as coisas não se fazem a si mesmas.

Eu não me fiz a mim mesmo...

Uma planta não se faz a si mesma…

Uma cadeira não se faz a si mesma…

Todo o ser vem de outro ser…

NA ORIGEM DE TUDO, ESTÁ DEUS.

Depois desta origem, os seres receberam a capacidade
de evoluir, de se transformarem e gerarem novos seres.

Mas no começo de tudo está DEUS- CRIADOR.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

ANO DA FÉ- REFLEXÃO PESSOAL



http://deixadeusentrar.blogspot.com


Jesus Cristo é uma pessoa com duas naturezas: natureza humana (igual a nós humanos) e natureza divina (igual a Deus).

Quando dizemos “Jesus”- estamos a falar da natureza humana: uma pessoa igual a nós em tudo, menos no pecado.

Quando dizemos “Cristo” estamos a falar da natureza divina desta pessoa. Cristo = Messias, Salvador, Libertador= a Deus.

Jesus Cristo é o Filho de Deus encarnado.

Temos então uma pessoa e duas naturezas:

  Natureza humana de Jesus= igual a nós

- Natureza divina de Cristo= igual a Deus.

A fé é o sim que damos a Deus que se revelou, que se mostrou que se deu a conhecer…

- Onde é que Deus se revelou?

- Onde é que Deus se mostrou e se deu a conhecer?

- Onde podemos descobrir a existência de Deus?

Podemos descobrir (indiretamente) a existência de Deus:

1- Na natureza criada. Deus Criador. Deus é o Autor de todo o Universo. Causa Primeira de tudo.

2- Na Bíblia: Antigo e Novo Testamento.

        Deus Salvador e Libertador, Deus Vivo.

3- Na pessoa humana.

      A pessoa humana:

- Tem fome e sede de VIDA

- Tem fome e sede de AMOR: amar e ser amada

- Tem fome e sede de FELICIDADE.

Se tem fome e sede de vida, de amor e de felicidade e não consegue satisfazer…

Perguntamos: quem fez assim a pessoa humana e lhe deu esta inclinação e não consegue satisfazer?

A pessoa quer viver, mas tem de morrer…

A pessoa quer ser amar e ser amada, mas nem sempre o consegue…

A pessoa quer ser feliz, mas é muito infeliz…

Logo, Alguém que é VIDA, Alguém que é AMOR e Alguém que é FELIZ fez assim a pessoa humana.

Esse Alguém é DEUS. Por isso, Deus tem de existir necessariamente.

terça-feira, 2 de julho de 2013

SER CRTISTÃO A SÉRIO


O melhor exemplo de cristãos a sério são os
 santos
Temos o exemplo dos santos que se deram a
Deus e aos outros: S. Pedro, S. Paulo, S. João,
S. Francisco de Assis; Santa Teresa de Jesus,
Santa Maria Goreti; Santo António, Beata
 Alexandrina de Balazar, Madre Teresa de
Calcutá e tantos outros.

Uma lista interminável que homens e mulheres
que se esquecem de si, para viverem para os
 outros...
Tantas mães de família que vivem para
o marido, os filhos, a família, vivem para a
 Igreja; tantos sacerdotes, religiosos, religiosas,
missionários que vivem para anunciar o Reino de
 Deus...

Ser cristão a sério é arriscar a sua vida, tomar a
 sério o nome de cristão, valorizar mais a fé do
 que a vida  no intuito de ganhar a Cristo e levar
 a fé em Cristo aos outros.

Fazer da vida um hino de gratidão, uma parábola
 (história) de amor e de encanto, fazendo só o
que é bom, belo, digno, sendo o mais parecidos
 com Nosso Senhor Jesus Cristo, o Salvador do
 mundo.