Número total de visualizações de página

terça-feira, 29 de outubro de 2013

SER CRISTÃO A SÉRIO É DIFÍCIL


 
 
Nunca foi fácil ser bom cristão e hoje também não é.

Ser um cristão a sério, completo, é muito difícil.

Falar do Evangelho, de Jesus Cristo, da Igreja, deve dizer-se a verdade, afastar os adornos, não adocicar o evangelho, e facilitar a nossa identidade cristã.

É difícil ser cristão dos bons.

A fé e o seguimento de Jesus Cristo são exigentes.

É difícil, mas ser cristão de verdade, enche o coração de felicidade, de satisfação e dá sentido à vida. Trata-se de uma alegria que não se pode comparar a nada, pois é uma alegria que vem de dentro (Deus em nós) e não vem de fora: nem das coisas, nem das pessoas, nem do que temos.

Hoje, muita gente vive sem esperança, cansada, foge dos compromissos, tudo serve para se afastar do evangelho, da Igreja e dos mandamentos.

Pessoas sem força de vontade, sem energia, sem entusiasmo pela fé, cristãos de tradição, de diploma, de certificado...

Uma pessoa assim, nada tem para oferecer aos outros.

Ontem como hoje, Jesus Cristo chama por cada um de nós, precisa de nós, conta connosco, com a nossa generosidade, o nosso entusiasmo.

Ontem, como hoje, Jesus Cristo precisa de nós: de mim, de ti... Pessoas de todas as idades: crianças, jovens, adultos. Qual é a tua resposta?

Deus é fascinante, surpreendente, fora do comum.

O nosso Deus, é o Deus das surpresas. Vale a pena arriscar a vida por Ele, deixar-se levar pela Sua graça, pelo Seu amor, pela Sua força...

Qual é a tua resposta, meu irmão, minha irmã?

A Igreja necessita urgentemente de muitos evangelizadores, decididos, valentes, entusiasmados e apaixonados por Jesus Cristo, pelo evangelho.

A tua força, a tua inteligência, a tua sabedoria, a tua alegria, a tua amizade, o teu coração, têm de estar ao lado de Jesus, ao serviço de Jesus, da Igreja e do evangelho.

Jesus é o amigo de todas as horas que vale a pena ter e que nunca desilude.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

CORAGEM DE SEGUIR A JESUS CRISTO


 
SEGUIR A FÉ EM CRISTO - PALAVRAS E OBRAS
 
Ser cristão implica fortaleza interior.
Não ser cobarde.
        Ser corajoso no testemunho e vivência da fé.
        Não ser egoísta que só pensa em si e nos seus interesses.
        Ser homem e mulher cristãos à altura de Jesus Cristo.
         O Evangelho é a resposta aos problemas dos homens e mulheres de todos os tempos.
         Só o Evangelho é a resposta exata e real às perguntas da pessoa humana.

Jesus Cristo é a única solução.
O único caminho, a única verdade, a única Vida.
        Quando as pessoas planeiam as suas vidas à margem de Deus e da Sua Lei, o que é que nós vemos?

É um verdadeiro desastre: crises, caídas, recaídas, problemas, alienações, depressões, miséria moral, desgraças, degradação moral.

Sem Deus, vemos a destruição dos valores, a destruição da vida, a degradação da pessoa humana.

O ambiente que vemos num mundo sem Deus e sem moral, é a degradação da pessoa humana, a corrupção, a imoralidade, a sujidade, a violência, a ingratidão, a infidelidade, a animalização da pessoa, a libertinagem, a irresponsabilidade.

Deus tem sido afastado da escola, da sociedade, das leis, dos tribunais, da família.

Por isso, vemos cada vez mais crianças, jovens e adultos sem critérios morais. Vale tudo... Tudo está certo.

Vive-se dependente de modas, de vícios, de erros, de mentiras, de enganos e muitos ainda se gabam de serem livres...
Todos recebemos de Deus uma missão no dia do nosso batismo: ser cristão não por tradição, não porque temos um diploma, mas ser cristão por dentro e na vida prática, dando testemunho em palavras, em ideias e em obras da nossa adesão ao Evangelho e a Jesus Cristo, o Homem Novo.

O cristão deve ser coerente com a sua fé...

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

FORÇAS VITAIS HUMANAS


 
 
 
As forças vitais que animam o homem e o seu desenvolvimento

Tu és um ser vivo!
És habitado pela vida.
E porque a vida circula em ti, tu caminhas (corpo), sentes (coração), pensas (razão).

És um ser animado de uma só vida porque és uma pessoa só, um todo só, embora constituído por várias dimensões.

Esta vida exprime-se, expande-se e manifesta-se sob formas diferentes, nos 3 níveis do teu ser:

- forças vitais físicas,

- forças vitais sensíveis,

- forças vitais racionais.

A boa construção do homem implica a integração de todas estas forças, permitindo que a vida circule em todos estes 3 "andares" que compõem o ser humano.

A vida é-nos dada; é um dom, um presente.
Vem dos antepassados e, em última instância, vem de Deus. Deus é a causa primeira de tudo.
Depois vêm as causas segundas que recebem a existência da Causa Primeira- Deus.
Nenhuma pessoa ou ser, dá a vida e o ser a si mesmo.
A vida é-lhe transmitida. Gratuitamente e sem que ele a tenha pedido. Como um dom dos pais e dom de Deus.

Pode acontecer que alguns desabafem dizendo: "eu não pedi para viver".
O adolescente e o jovem hesitam, muitas vezes, se hão-de aceitar ou não a vida que receberam sem a pedir.

A adolescência é a idade que o adolescente começa a colocar, ele próprio e para ele próprio, as primeiras pedras da sua construção.

O adulto é um homem que acolhe a vida sem reticências, a faz sua, aceita tomá-la pessoalmente a seu cargo e procura transmiti-la gratuitamente...

Alguns adultos permanecem adolescentes durante muito tempo ou sempre.
Vivem, porque não podem deixar de viver, mas arrastam a sua vida ou deixam-se arrastar por ela...
Em certos momentos, suportam-na até contra vontade.

Tu, se quiseres tornar-te um homem e uma mulher a sério, aceita as tuas estruturas, aceita incondicionalmente a tua vida e decide-te a responsabilizares-te por ela.
Não sejas sempre adolescente que lamenta a vida que tem ou simplesmente a suporta.
Se viveres assim a tua vida adulta será um fracasso.
Acolhe a vida. Vive a vida não de forma egoísta só para ti, mas como um serviço aos outros e a Deus.
Cada dia, diz: "Obrigado, Senhor Deus e Pai do Céu, pela minha vida que me veio dos meus pais e de Ti".

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

BOM RELACIONAMENTO COM OS OUTROS


 
 
A melhor forma para termos um bom relacionamento é ir ao encontro dos outros com a riqueza dos 3 andares que caracterizam a pessoa: físico, mental e afetivo.
Assim, aparecemos como uma pessoa reunida e unificada dando valor a todos as estruturas da nossa pessoa.

O verdadeiro encontro interpessoal é aquele que implica a presença do corpo (físico), coração (sentimentos) e razão (ideias).

Não basta um sentimento muito forte (coração) para unir solidamente duas pessoas.
É preciso a presença do físico, do coração e do racional.

Unir dois corpos não é casar-se; unir dois corações não é casar-se; unir dois pensamentos não é casar-se.
O casamento implica união em todos os andares, sem esquecer ou desprezar nenhum deles.
É por isso que quando um casal está em dificuldades, em crise, a reconstrução só é possível se eles conhecerem qual é o "andar" que está em crise.
O casamento que só assenta nas necessidades do corpo (comer, beber, relacionamento sexual) e que esquece as necessidades afetivas ou racionais da pessoa não se aguenta muito tempo.

Toda a pessoa é um ser em relação, porque Deus assim o desejou desde toda a eternidade.
O homem foi criado à imagem e semelhança de Deus. Ora, Deus "é" relação: Pai, Filho e Espírito Santo.
Três pessoas de tal modo unidas que fazem um só Deus.

O homem está em construção, por acabar e deverá construir-se em relação:

- voltado para dentro de si mesmo (dimensão interior),
        - voltado para fora (universo, natureza),
         - voltado para os outros,
         - voltado para Deus.