Número total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

AJUDA PSICOLÓGICA


http://deixadeusentrar.blogspot.com


2-EVITAR perguntar a um doente psicológico: “Estás melhor?”.

    Quando temos diante de nós um(a) doente ou comunicamos com ele(a) pelo telefone, deve-se evitar perguntar: "Estás melhor? Andas melhor?"
    Evitar esta pergunta, pois se a fizermos (mesmo sendo bem intencionados) obrigamos a pessoa falar sobre a doença e isso leva-a a ficar pior, uma vez que mais pensa na doença, mais a doença se torna importante, mais tem de recordar coisas negativas e elas reforçam a sua influência na pessoa doente.
    Devemos buscar outros assuntos para falar, falar de coisas positivas e mais neutras que não mexam tanto com a pessoa doente psicologicamente: falar do tempo, do futebol, das novelas, dos vizinhos, da religião, de Deus, etc... Procurar ser positivos, dizer bem. Evitar as críticas e murmurações.
    Ao doente psicológico, devemos dizer: “Tu estás melhor, tu vais melhorar, tu vais-te curar. Tudo vai passar. Confia em ti. Tens muita força dentro de ti. Acredita em ti própria. Com fia em Deus, confia nos médicos. Podes contar comigo".
     O doente psicológico deve dizer a si mesmo coisas como estas: “Eu consigo, eu sou capaz, eu vou conseguir, porque eu quero e eu posso… Eu vou melhorar”.
      Dentro da pessoa há uma riqueza humana, psicológica e    
       espiritual muito grande.
       Temos um tesouro dentro de nós
       que podemos aproveitar para o bem ou para o mal.
       Acreditar em si mesma e nas suas capacidades de fazer o
        bem e de se sentir bem com a vida.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

VOCÊ É AQUILO QUE PENSA



    VOCÊ É AQUILO QUE PENSA
 
     Este é o título de um livro que comprei há muitos anos e
      que vou passar para aqui algumas ideias para
 
   DAR MAIS VIDA À SUA VIDA.

   DAR MOVIMENTO À VIDA PARADA. AÇÃO

   MUDAR O FALAR, MUDAR O PENSAR,

   MUDAR O SENTIR. MUDAR O AGIR

      Hoje há muita gente deprimida, desiludida, sem vontade de viver.
      E o pior é que a maioria das pessoas deprimidas, não são os pobres,
      os que têm dificuldades, necessidades.
       A maior parte das pessoas deprimidas
       são os que têm o essencial e mais até do que o essencial, ou seja,
       que não têm problemas económicos. 
 
Com uma pessoa deprimida, dou alguns conselhos (diga e faça isto
com os seus amigos e amigas doentes psicologicamente):
 
Eis o primeiro, depois publico mais...
 
1-Proibido falar da doença.

Quanto mais se fala da doença, mais ela se torna importante e reforça o inconsciente de pensamentos negativos.

Quanto mais se fala da desgraça, mais ela domina e domina a pessoa doente e se acentua a doença ferindo-a cada vez mais.

Tem de se falar de saúde. Dos tempos em que a pessoa tinha saúde.
A pessoa é aquilo que pensa no decorrer do dia a dia.
Se pensar no bem, vive bem, em paz, feliz.
Se pensar no mal, vai viver mal, infeliz.