Número total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

AJUDA PSICOLÓGICA


http://deixadeusentrar.blogspot.com


2-EVITAR perguntar a um doente psicológico: “Estás melhor?”.

    Quando temos diante de nós um(a) doente ou comunicamos com ele(a) pelo telefone, deve-se evitar perguntar: "Estás melhor? Andas melhor?"
    Evitar esta pergunta, pois se a fizermos (mesmo sendo bem intencionados) obrigamos a pessoa falar sobre a doença e isso leva-a a ficar pior, uma vez que mais pensa na doença, mais a doença se torna importante, mais tem de recordar coisas negativas e elas reforçam a sua influência na pessoa doente.
    Devemos buscar outros assuntos para falar, falar de coisas positivas e mais neutras que não mexam tanto com a pessoa doente psicologicamente: falar do tempo, do futebol, das novelas, dos vizinhos, da religião, de Deus, etc... Procurar ser positivos, dizer bem. Evitar as críticas e murmurações.
    Ao doente psicológico, devemos dizer: “Tu estás melhor, tu vais melhorar, tu vais-te curar. Tudo vai passar. Confia em ti. Tens muita força dentro de ti. Acredita em ti própria. Com fia em Deus, confia nos médicos. Podes contar comigo".
     O doente psicológico deve dizer a si mesmo coisas como estas: “Eu consigo, eu sou capaz, eu vou conseguir, porque eu quero e eu posso… Eu vou melhorar”.
      Dentro da pessoa há uma riqueza humana, psicológica e    
       espiritual muito grande.
       Temos um tesouro dentro de nós
       que podemos aproveitar para o bem ou para o mal.
       Acreditar em si mesma e nas suas capacidades de fazer o
        bem e de se sentir bem com a vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário