Número total de visualizações de página

segunda-feira, 29 de abril de 2013

ALIANÇA DE AMOR COM MARIA

 
 
MÊS DE MAIO, MÊS DE MARIA
 
Vai começar o mês de Maio que em Portugal tem muita tradição da reza do terço.
Nossa Senhora em Fátima pediu que se rezasse o terço/rosário todos os dias.
 
Convido-te, meu irmão, minha irmã, a que faças uma aliança de amor com Maria no mês de Maio e te esforçasses por seres mais parecido com ela.
 
Oferece-lhe a tua vida, os teus esforços, os teus defeitos, pecados, vícios, sacrifícios, as tuas dores, os teus sonhos, os teus projetos, as tuas preocupações.
 
Escreve num papel o teu propósito, o teu compromisso e oferece-o a Nossa Senhora e procura ser-lhe fiel.

Procura arrancar este mês um defeito teu para seres mais parecido com Nossa Senhora, Mãe de Jesus e Nossa boa Mãe do Céu.
 
Se cada mês venceres um defeito, um pecado, ficarás muito melhor e mais parecido com Jesus, o Homem Novo e com Maria de Nazaré, a Mulher Nova.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

AMAR A VIDA E NA VIDA


http://deixadeusentrar.blogspot.com


O essencial da vida é AMAR.
 
O essencial da vida não é possuir, ter, mas
 
DAR, OFERECER, tanto nos
 
relacionamentos humanos, como no
 
relacionamento com Deus.

Cada pessoa, ao longo da vida,  passa por 3
 
grandes nascimentos:

1- sair do ventre da mãe,

2- sair do ventre da família para existir na
 
sociedade,

3- sair do ventre da terra para existirmos
 
completamente perante Deus.

Existimos na terra para nos construirmos um
 
homem/ uma mulher e um mundo
 
equilibrados, um filho feliz, de acordo com o
 
desejo do Pai desde toda a eternidade.

Nós não vemos bem a Deus.
 
Por um lado, usamos certos óculos que no-l'O
 
ofuscam; por outro lado, Ele não se mostra
 
facilmente; é muito discreto (reservado,
 
tímido), porque muito nos ama.
 
Se se mostrasse tal qual é, seríamos obrigados
 
a amá-l'O.
 
Perderíamos a liberdade. Ele, porém, mantém
 
-se discreto... A fé é conhecer isto. Conhecer
 
que Deus se revela, mas também se esconde,
 
para respeitar a nossa liberdade de dizer:
 
"Sim creio" ou "não, não creio".

sábado, 20 de abril de 2013

QUEM É JESUS CRISTO?


 
QUE DISSE JESUS DE SI PRÓPRIO?

Jesus nunca proclamou que Ele era Deus.
Jesus nunca disse claramente: “Eu sou Deus”. Mas quando examinamos tudo o que Ele ensinou e afirmou, chegamos à conclusão que Jesus tinha consciência de ser uma pessoa cuja identidade é Deus.

Palavras centradas sobre Ele próprio

Muitos dos seus ensinamentos são centrados sobre Ele próprio. “Ninguém vai ao Pai senão por Mim”.

Há no coração humano uma ânsia profunda.

Os homens têm fome de amor, de vida, de paz; fome de segurança, de sentido para a vida, fome de felicidade.

Jesus disse: “Eu sou o pão da vida; pão que dá a vida”, o que quer dizer: “Se quiserdes ser saciados, vinde a Mim”.

Outros passam a vida na obscuridade, na depressão, no desespero. Eles buscam um rumo.

Jesus diz “Eu sou a luz do mundo.
Aquele que me segue, não andará nas trevas, mas terá a luz que dá a vida”.

domingo, 14 de abril de 2013

AMAR COMO DEUS QUER


 
 
A  M  A  R
1- Amar é querer livre o outro; libertá-lo, se de laços está prisioneiro, para que ele, ou ela, também possam dizer: 'amo-te', sem estar possuido por desejos ondomados.
2- Amar é entrar em cada do outro se te abre as portas do seu jardim secreto.
3- Amar é querer com todas as forças, o bem do outro.
4- Amar é dares o que tens para enriqueceres o outro, em vez de tomares o que o outro tem, tornando-o mais pobre.
5- Amar é dar sem reclamar receber.
6- Amar é perdoar, quando o amado, se furta dando aos outros o que te havia prometido.
7- Amar é acreditar no outro e confiar nele começando uma peregrinação que jamais terminará, pois é uma peregrinação que durará sempre.
8- Amar é aceitar sofrer e morrer para viver e fazer viver.
9- Amar é abrir-se ao Amor Infinito, é deixar-se amar.
Receber o Amor que vem, que nunca falta, pois o Amor que vem de deus é sempre fiel e permitir a Deus amar aquele que tu, livremente, decides amar.
AMAR É UM OBJECTIVO A ATINGIR DURANTE TODA A VIDA. RARAMENTE SE CHEGA AO PONTO MAIS ALTO DO AMOR - AMAR DESINTERESSADAMENTE.
A maior parte das pessoas, especialmente os jovens e os rapazes, 'amam' as raparigas, como 'amam' os cigarros que se desejam, se obtêm, se usam em parte e depois se deitam fora.
Quantos sedentos de ternura, de prazer, fazem planos para capturar um corpo, cujas carícias e beijos os satisfazem por alguns momentos.
E se um corpo se oferecia porque também ele tinha fome, rejubilam por poder usá-lo sem ter de lutar e se alimentam desta refeição gratuitamente servida.
Isto não é amar, mas sim egoísmo, 'amar-se'. Não se trata de dois amores, mas de dois egoísmos, que, durante algum tempo se completam e se tornam cumplices.
A luta para transformar o egoísmno em amor, consiste o desejo de 'posse', de querer para si, em desejo de 'dar'.
Só Deus ama perfeitamente, pois só n'Ele o amor é total, uma vez que não quer nada para Si, já que de nada precisa. Deus ama porque quer dar e dar sem limites, pois o Seu amor é sem limites, desinteressado.
Só o Amor de Deus é perfeito, pois dá, sem exigir nada em troca.
Entre as pessoas há muitos casos em que palavras e gestos que deveriam significar amor, nada mais são que falsidades, oportunismos.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

O SENTIDO DA VIDA

http://deixadeusentrar.blogspot.com


JESUS CRISTO E O SENTIDO DA VIDA


Imaginem o que é ver televisão sem a ligação à antena ou mal sintonizada. Talvez se veja a imagem tremida ou com muito grão.
Talvez se ouça o som. E, para alguns, serve; mas se se sintonizar bem, se ligar uma antena, se for TDT (televisão digital terrestre), então a imagem é toda nítida. Dá outro gosto ver TV.

Alguns que não conhecem outra forma de ver TV contentam-se com a primeira imagem deformada, mas quando conhecem a segunda imagem ficam muito mais satisfeitos.

Assim acontece na vida de muita gente.
Viver sem ter uma relação com Deus por meio de Jesus Cristo é como ver uma TV sem antena, com a imagem cheia de grão, tremida. Alguns parecem muito felizes porque não conhecem nada melhor.

Quando fizerem a experiência desta relação com Deus, o sentido e o objectivo da nossa vida tornar-se-ão muito mais claros.
O problema está aqui: fazer a experiência de Deus dentro e fora de nós.
Esta experiência pode ser feita no silêncio, na intimidade do coração onde o meu "Eu" se encontra com o "Tu" de Deus e se relaciona com Ele por amor e de forma desinteressada.
 
Esta experiência requere treino, esforço, persistência, perseverança, como o atleta treina a nível físico, o crente tem de treinar a nível espiritual.
"Obrigado, Senhor Jesus. Vencente e morte, o mal e todo o pecado, pela Tua Ressurreição no dia de Páscoa.
Eu creio em Ti, Jesus. Em ti também serei vencedor.
Senhor, aumenta a minha fé. Tu dás um sentido novo e mais profundo à minha vida.
Tu és a LUZ que não se vê, mas que faz ver tudo com outro olhar: o olhar da fé, da esperança, do amor".

quinta-feira, 4 de abril de 2013

O VALOR DO CRISTIANISMO

http://deixadeusentrar.blogspot.com



CRISTIANISMO: UMA ORIENTAÇÃO
PARA UM MUNDO PERDIDO

 

O homem e a mulher foram criados para viver em relação com Deus. Sem esta relação eles ficam carentes e sentem um vazio, uma falta profunda.
Permanece no íntimo da alma, uma angústia constante e inconsciente. Sente-se que falta qualquer coisa para dar sentido à vida.
Há perguntas a que é muito difícil de responder: “Porque é que eu nasci? Porque é que eu preciso de saber porque é que nasci? A minha vida tem um sentido, ou é um acidente, um acaso”.
Muita gente tem emprego, tem conforto material, muita riqueza, tem até uma família harmoniosa. Apesar disso se não tiverem fé em Deus, nem praticarem a religião, sentem um vazio interior que nada pode preencher: nem comida, nem bebida, nem os prazeres sexuais, nem os bons carros, nem uma bela casa, nem a televisão, nem os filhos, nem os amigos.
E este vazio dói.
A procura de um sentido para a vida atormenta muita gente sem fé.
Muitos procuram na ciência, na técnica, nas filosofias, nas ideologias, respostas a esta pergunta: “Para que é que eu vivo? Qual a finalidade da minha vida? Que faço aqui na terra? De onde vim? Para onde vou? O que me espera com a morte? Qual o sentido da minha vida?”.
(CONTINUA)