Número total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

APRENDIZAGEM

-
Relaxe por uns momentos e aprecie …

APRENDIZAGEM
De uma forma positiva, aprendi que não importa o que aconteça ou quão ruim pareça o dia de hoje,
a vida continua, e amanhã será melhor.
-
Aprendi que não importa o tipo de relacionamento que se tenha com seus pais, você sentirá falta deles quando partirem.
-
Aprendi que « saber ganhar » a vida, às vezes, não é a mesma coisa de
« saber viver ».
-
Aprendi que a vida, às vezes, nos dá uma segunda chance.
Aprendi que se procurar a felicidade, vai se iludir.
Mas, se focar a atenção na família, nos amigos, nas necessidades dos outros, no trabalho e procurar fazer o melhor,
a felicidade vai encontrá-lo.
-
Aprendi que sempre que decido algo com o coração aberto,
geralmente acerto.
-
Aprendi que diariamente preciso alcançar e tocar alguém.
As pessoas gostam de um toque humano, de segurar a mão, de receber um abraço afetuoso ou simplesmente de uma palmadinha nas costas.
-
Aprendi que ainda tenho muito que aprender.
As pessoas esquecerão do que disse.
Esquecerão o que você fez.
Mas nunca esquecerão como você as tratou.
Tem um bom dia/ uma boa noite

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

UM PRESENTE DE SABEDORIA


-
Devemos ser protagonistas, construtores da própria vida.
Não podemos cruzar os braços e deixar o tempo passar sem nada fazer.
É preciso agir e lutar pela vida.
Não podemos ser sempre dependentes ...
Os pais não devem resolver todos os problemas dos filhos.
Os pais devem ajudar e deixar que sejam os filhos a resolvê-los, a enfrentar a vida e os problemas para se prepararem para o futuro e não ficar sempre dependentes dos pais...
EDUCAR UM FILHO É PREPARÁ-LO PARA A VIDA
PARA ENFRENTAREM A VIDA SOZINHOS
PARA QUE NÃO PRECISEM TODA A VIDA DOS PAIS
E SE DESENRASQUEM SOZINHOS...
-
Isso implica:
- Pensar a vida.
- Sentir o seu palpitar.
- Não ter medo de dizer aquilo em que se acredita.
- Sentir e fundamentar a nossa própria conduta.
- Pronunciarmo-nos sobre os acontecimentos.
- Não vivermos acomodados pelo silêncio conformista.
- Estudar, cultivar-se, aprender uma arte, uma profissão.
- Descobrir uma vocação, uma vida de fazer bem aos outros.
- Não sermos passivos, parados, mas sermos activos, dinâmicos.

Não somos fotocópias dos outros.
Não nos contemos em imitar os outros.
Somos únicos, diferentes dos outros.
O verdadeiro sentido da vida não estás nas coisas
que nos gastam o tempo.
Mas nas pessoas que nos valorizam o tempo.
O melhor jardim que podemos cultivar, é o jardim da amizade.
Cultivemos relacionamentos sadios, fermentados na união do espírito e não apenas no acaso, na mesa, na comida e bebida, no divertimento.
O acaso pode juntar as pessoas à mesa, mas para haver união é preciso
- simpatia,
- empatia,
- partilha da alma,
- às vezes um olhar silencioso,
- um gesto amigo
- uma palavra carinhosa
- um sorriso gartuito.
- uma preocupação pelo bem dos outros.
Não sejas egoísta.
Não penses só em ti e nos teus interesses...
A grandeza de uma vida é gastá-la ao serviço dos outros e é aí que serás mais feliz e mais realizado(a).
-
(Tirado algumas partes de
Pe. José Augusto, “Um presente de Sabedoria”)

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

7 PASSOS VOCACIONAIS


http://deixadeusentrar.blogspot.com
.
7 PASSOS PARA O DISCERNINEMTO VOCACIONAL
.
A TI JOVEM QUE ME LÊS
Um dos grandes desafios que tens que enfrentar na tua vida é encontrar o teu lugar na sociedade e na Igreja.
Para ti que procuras uma vocação, descreverei sete passos que te podem ajudar a discernir o projecto de Deus sobre ti.
Ainda que estes passos falem directamente das vocações consagradas (vida religiosa e sacerdócio), estes passos podem-se aplicar para o discernimento de qualquer vocação, estado de vida ou profissão.
-
1- ORAÇÃO
Senhor , que queres que eu faça? (Act 22,10)
A vocação não é algo que tu inventas; é algo que tu encontras.
Não é um plano que tu tens para a tua vida, senão um projecto de amizade que Jesus te propõe e te convida a realizar.
Mas principalmente não é uma decisão tua mas sim um chamamento ao qual tu respondes.
Se queres descobrir a tua vocação, dialoga com Jesus.
Só mediante a oração poderás escutar o que Deus quer de ti...
Neste diálogo de amizade com Jesus poderás escutar a Sua voz que te chama e diz: “vem e segue-me” (Lc 18,22)
-
2- PERCEPÇÃO
“Mas dentro de mim, ardia um fogo devorador, encerrado em meus ossos. Esforçava-me por contê-lo mas não podia.” (Jer 20,9)
Para descobrir o que Deus quer de ti tens que escutar, olhar e experimentar.
Para isso necessitas do silêncio interior e exterior.
Atenção ao que se move no teu interior (medos, fantasias, projectos e inquietações)
Vê a tua história (o caminho pelo qual Deus te levou, os acontecimentos mais importantes, de que maneira Deus esteve; presente ou ausente)
Olhar o futuro
Escuta o teu coração
-
3- INFORMAÇÃO
“Observem como é o país e seus habitantes, se são fortes ou débeis,
escassos ou numerosos; como é a terra boa ou má; como são as
cidades que habitam, de tendas ou muralhas; como é a terra fértil ou estéril; com vegetação ou sem ela.” ( Num 13, 18-20)
Os caminhos para realizar a vocação são múltiplos.
Não basta querer entregar a tua vida a Deus e desejar dedicar-te ao serviço dos irmãos.
É necessário saber aonde Deus quer que tu O sirvas.
Para descobrir o teu lugar na Igreja é conveniente que conheças as diversas vocações.
-
4- REFLEXÃO
“Quem, dentre vós, querendo construir uma torre, não se senta primeiro a calcular a despesa para ver se tem com que acabá-la?
Não suceda que depois de assentar os alicerces, não podendo acabar, todos os que viram, comecem a troçar dizendo:
“Este homem principiou a construir e não pôde acabar.” (Lc 14, 28-30)
A vocação é uma empresa muito grande, é para toda a vida!
Por isso não te podes lançar sem antes reflectires seriamente sobre ti e sobre a vida que pretendes abraçar.
Descobre quais as tuas capacidades e limitações.
E pensa se poderás viver as exigências da vocação- contando desde logo com a graça de Deus.
E acima de tudo em que sinais te apoias para afirmar que Deus te chama?
-
5- DECISÃO
“Seguir-Te- ei para aonde quer que fores.” (Lc 9, 57)
Depois de descobrir o que Deus quer de ti, decide-te a segui-Lo.
Tomar esta decisão é difícil. sentirás medo.
As tuas limitações parecerão montanhas.
Decidir o “Sim” com o qual comprometes a tua vida é uma graça.
Ao decidir seguir radicalmente Jesus é normal que tenhas dúvidas se poderás com as exigências e se chegarás ao fim.
Mas o que não podes duvidar é do que tu queres.
Ao dares o passo poderás dizer:” quero ser leiga consagrada, religiosa, casada, etc”
-
6- ACÇÃO
“Jesus chamou-os. Imediatamente deixaram a barca e seu pai e seguiram-nO.” (Mt 4, 21-22)
Uma vez tomada decisão lança-te!
Não te deixes vencer pelo medo; lança-te sem medo.
Põe todos os meios que estejam ao teu alcance para realizar o que decidistes.
Não cedas à tentação de voltar atrás.
E quando vierem as dificuldades?
Perservar!
Vive cada momento em coerência com aquilo que decidistes, dirige cada passo até à meta.
-
7- DIRECÇÃO ESPIRITUAL
“Ergue-te, vai a Damasco e lá te dirão o que se determinou que fizesses.” (Act 22, 10)
A direcção espiritual não é só mais um passo é um processo de discernimento vocacional; é um recurso que podes aproveitar em cada um dos passos anteriores.
O director espiritual motivar-te-á a orar e a perceber os sinais da vontade de Deus, ajudar-te-á a obter informação e a reflectir o momento da decisão.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

A CADEIRA


.
O sacerdote foi chamado para orar por um homem muito enfermo.
Quando o sacerdote entrou no quarto, encontrou o pobre homem na cama com a cabeça apoiada num par de almofadas.
Havia uma cadeira ao lado da cama, facto que levou o sacerdote a pensar que o homem estava aguardando a sua chegada.
- Suponho que estava me esperando?
- Disse o sacerdote.
- Não, quem é você? – respondeu o homem enfermo.
- Sou o sacerdote que a sua filha chamou para orar por você; quando entrei e vi a cadeira vazia ao lado da sua cama, imaginei que você soubesse que eu viria visitá-lo.
- Ah sim, a cadeira! Entre e feche a porta.
Então o homem enfermo lhe disse:
- Nunca contei para ninguém, mas passei toda a minha vida sem ter aprendido a orar.
Não sabia direito como se deve orar.
E nunca dei muita importância para a oração.
Pensava que Deus estava muito distante de mim.
- Assim sendo, há muito tempo abandonei por completo a ideia de falar com Deus.
Até que um dia um amigo me disse:
“José, orar é muito simples. Orar é conversar com Jesus, e isto eu sugiro que você nunca deixe de fazer… você se senta numa cadeira e coloca outra cadeira vazia na sua frente.
Em seguida, com muita fé, você imagina que Jesus está sentado ali, bem diante de você”.
Afinal Jesus mesmo disse:
- “Eu estarei sempre com vocês”.
- Portanto, você pode falar com Ele e escutá-lo, da mesma maneira como está fazendo comigo agora.
- Pois assim eu procedi e me adaptei à ideia.
Desde então, tenho conversado com Jesus durante umas duas horas diárias.
Tenho sempre muito cuidado para que a minha filha não me veja… pois me internaria num manicómio imediatamente.
O sacerdote sentiu uma grande emoção ao ouvir aquilo, e disse a José que era muito bom o que estava fazendo e que não deixasse nunca de fazê-lo.
Em seguida orou com ele e foi embora.
Dois dias mais tarde, a filha de José comunicou ao sacerdote que seu pai havia falecido.
O sacerdote então perguntou:
- Ele faleceu em paz?
- Sim, quando eu estava me preparando para sair, ele me chamou ao seu quarto.
Ele disse que me amava muito e me deu um beijo.
Quando eu voltei das compras, uma hora mais tarde, já o encontrei morto.
Porém há algo de estranho em relação à sua morte, pois aparentemente, antes de morrer, chegou perto da cadeira que estava ao lado da cama e encostou a cabeça nela.
Foi assim que eu o encontrei.
Porque será isto? – perguntou a filha.
O sacerdote profundamente emocionado, enxugou as lágrimas e respondeu:
- Ele partiu nos braços do seu melhor amigo…
É curioso como podemos enviar contos e brincadeiras através de e-mails os quais se desfazem como poeira; porém quando se trata de mensagens de Deus, pensamos duas vezes antes de compartilhá-los com os outros.
É estranho como a luxúria nua e crua, vulgar e obscena, viaja livremente através do ciberespaço, porém quando se trata das palavras de Jesus, ela é suprimida das escolas e dos locais de trabalho.

Desejo que tenhas um bom dia, uma boa noite...
Teu amigo
Padre Albano Nogueira

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

ORAÇÃO - MEU DEUS

.
Amigo,
Na fadiga dos nossos dias, frequentemente esquecemo-nos de elevar uma prece ao Senhor, mas geralmente não nos esquecemos de verificar o nosso e-mail.
Por esta razão, tomei a liberdade de criar uma de tantas apresentações que nos fazem recordar Deus e fazer uma pequena oração…
Não te apoquentes… só tomará uns minutos.

Meu Deus…
Ajuda-me a dizer a palavra da verdade na cara dos fortes, e a não mentir para obter o aplauso dos débeis.
Se me dás dinheiro, não tomes a minha felicidade, e se me dás forças, não tires o meu raciocínio.
Se me dás êxito, não me tires a humildade.
Se me dás humildade, não tires a minha dignidade.
Ajuda-me a conhecer a outra face da realidade, e não me deixes acusar os meus adversários, apodando-os de traidores, porque não partilham o meu critério.
Ensina-me a amar os outros como me amo a mim mesmo, e a julgar-me como o faço com os outros.
Não me deixes embriagar com o êxito, quando o consigo, nem a desesperar, se fracasso.
Sobretudo, faz-me sempre recordar que o fracasso é a prova que antecede o êxito.
Ensina-me que a tolerância é o mais alto grau da força e que o desejo de vingança é a primeira manifestação da debilidade.
Se me despojas do dinheiro, deixa-me a esperança, e se me despoja do êxito, deixa-me a força de vontade para poder vencer o fracasso.
Se me despojas do dom da saúde, deixa-me a graça da fé.
Se causo dano a alguém, dá-me a força da desculpa, e se alguém me causa dano, dá-me a força do perdão e da clemência.
Meu Deus… se me esquecer de Ti
Tu não Te esqueças de mim!
Ámen
Que tenhas um belo dia!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

DESIDERATA



.
Autor Desconhecido. Achado na igreja de Saint Paul, em Baltimore, 1692

DESIDERATA
Vai serenamente por entre o barulho e a pressa e lembre-se da paz que somente existe no silêncio.

Na medida do possível, e sem seres subserviente, tem boas relações com todas as pessoas.

Diz a tua verdade serena e claramente e escuta os outros com atenção, mesmo os menos dotados e ignorantes.
Eles também têm uma história a contar.

Evite as pessoas barulhentas e agressivas. Elas são tormentos para o espírito.

Se te comparas com os outros podes tornar-te vaidoso ou amargo, pois há sempre pessoas inferiores ou superiores a ti.

Alegra-te tanto com as tuas realizações quanto os teus projectos.
Mantém-te interessado naquilo que fazes, por humilde que seja.
Aquilo que fazes é algo que realmente possuis, num tempo em que tudo muda sem parar.

Usa de prudência nos teus negócios porque o mundo está cheio de astúcia. Mas não deixe que isso te cegue a ponto de não veres a virtude onde ela existe.
Muitas pessoas lutam por altos ideais e em todo o lado a vida está cheia de heroísmos.

Sê tu mesmo. Sobretudo não simules afeição, nem sejas cínico em relação ao amor, porque em face da aridez e do desencanto, ele é perene como a relva.

Acolhe carinhosamente o conselho dos mais velhos, deixando graciosamente para trás os prazeres da juventude.
Educa a fortaleza de espírito para te proteger na desgraça repentina. Mas não te atormentes com fantasias.
Muitos medos nascem do cansaço e da solidão.
Tem uma disciplina saudável, mas sê gentil contigo mesmo.
Tu és um filho do universo e, tal como as árvores e as estrelas, tens o direito de o habitares
E, quer tu saibas disto ou não, o facto é que o universo caminha como deve.
Por isso, vive em paz com Deus, seja qual for a ideia que dele tiveres e quaisquer que sejam as tuas lutas e privações na ruidosa confusão da vida, mantenha-se em paz com a sua alma.

Com todos os seus enganos, escravidões e sonhos desfeitos o mundo continua a ser um belo mundo.
Luta para seres feliz...

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

DEUS E A IGREJA CATÓLICA



.
Deus é um Mistério.

Conhecemos um pouco e desconhecemos muito.
Cada pessoa tem uma ideia de Deus, mas pouca gente tem uma ideia correcta de Deus, pois Deus ultrapassa infinitamente a nossa compreensão.
Deus revela-se, mostra-se, dá-se a conhecer a quem O procura, a quem O quer encontrar,
Quem não O procura, não O encontra.
Ele deixa-se encontrar por quem tem fé.
A fé é como uma luz que nos ajuda a ver melhor, a ver mais profundamente.
Mas Deus não está nas nuvens, nas estrelas…
Mas as estrelas falam-nos do seu Criador, Deus...
Deus encontra-se Vivo na comunidade reunida que ouve a Sua Palavra, para celebrar a Eucaristia.
Deus está presente na família que se reune para rezar.
Deus encontra-se na pessoa dos outros: na pessoa do sacerdote, na pessoa dos pobres, doentes e infelizes e em cada pessoa que encontramos que é um filho de Deus.
A Comunidade fundada por Jesus Cristo, que é a Igreja Católica, Apostólica e Romana.
Igreja que tem como chefe o Papa (hoje Bento XVI), sucessor de S. Pedro o primeiro Papa; tem como colaboradores os Bispos sucessores dos Apóstolos que estão à frente das Dioceses e os Bispos têm como colaboradores os sacerdotes, os diáconos e os leigos.
A fé cristã é sempre comunitária.
Tem de ser vivida em grupo, em comum, com os outros.
NINGUÉM SE SALVA SOZINHO.
SALVAMO-NOS EM GRUPO, EM COMUNIDADE.
Igreja quer dizer Assembleia, Reunião, Povo de Deus reunido e unido em oração.
Católica- Quer dizer Universal. Igreja Católica, quer dizer Comunidades espalhada por todos os lugares da terra, presente em toda a terra, universal, para espalhar a Boa Nova da salvação.
Por isso, os cristãos católicos têm de se reunião para celebrar a sua fé.
A fé é pessoal, mas ela nasce e desenvolve-se com a ajuda dos outros: família, comunidade, catequese.
Este estudo, esta aprendizagem leva a conhecer as verdades da nossa fé cristã para depois as vivermos melhor.
A fé cristã tem de ser esclarecida.
Tem de haver estudo.
Os católicos devem estudar a sua fé.
Por isso em algumas terras, como no nosso concelho de Fafe começamos com uma escola de formação de leigos para aprofundar a nossa fé cristã.
Esta fé, tem depois de ser celebrada na liturgia e sacramentos, especialmente a Eucaristia de Domingo, a Confissão, a Comunhão.
Esta fé, tem de ser vivida no dia-a-dia.
A Palavra de Deus que ouvimos, cada Domingo, deve ser posta em prática na nossa vida coerente com a fé.
Os católicos devem viver a sua fé no seu dia-a-dia em todas as situações e circunstâncias.
Vivendo dignamente como filhos de Deus e como irmãos dos outros.
Aquilo que deve caracterizar a nossa relação fraterna tem de ser a amizade, o amor, a caridade, o respeito, a educação, o amor desinteressado…
A união, a comunhão entre todos os cristãos católicos é fundamental para vivermos a nossa fé.
Para sentirmos a alegria de termos fé.
A alegria de acreditarmos em Deus que nos criou e nos salvou.
A alegria de celebrarmos, a alegria de rezarmos a Deus nosso Pai que nos ama infinitamente.
UNIÃO. COMUNHÃO, BONDADE, DOÇURA, MANSIDÃO, PACIÊNCIA…
Meu irmão, grava bem estas palavras no teu coração.
Vive-as e a tua vai-se transformar…

Teu amigo, Pe. Albano Nogueira

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

TREZE PASSOS PARA O BEM

.
1 – Por mais que lhe falem de tristeza…
PROSSIGA SORRINDO!

2 – Por mais que lhe demonstrem rancor…
PROSSIGA PERDOANDO!

3 – Por mais que lhe tragam decepções…
PROSSIGA CONFIANDO!

4 – Por mais que lhe ameacem de fracasso…
PROSSIGA APOSTANDO NA VITÓRIA!

5 – Por mais que lhe apontem erros…
PROSSIGA COM OS SEUS ACERTOS!

6 – Por mais que discursem sobre a ingratidão…
PROSSIGA AJUDANDO!

7 – Por mais que lhe noticiem a miséria…
PROSSIGA CRENDO NA PROSPERIDADE!

8 – Por mais que lhe mostrem destruições…
PROSSIGA NA CONSTRUÇÃO!

9 – Por mais que acenem doenças…
PROSSIGA VIBRANDO SAÚDE!

10 – Por mais que exibam ignorância…
PROSSIGA EXERCITANDO SUA INTELIGÊNCIA!

11 – Por mais que o assustem com a velhice…
PROSSIGA SENTINDO-SE JOVEM!

12 – Por mais que plantem o mal…
PROSSIGA SEMEANDO O BEM!

13 – Por mais que contem mentiras…
PROSSIGA NA SUA VERDADE!

Por mais difícil que lhe pareçam essas 13 tarefas…
PROSSIGA ACREDITANDO NA CAPACIDADE
QUE DEUS LHE DEU PARA CUMPRI-LAS!

Tenha um óptimo dia
UM GRANDE ABRAÇO!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

S. JOÃO DE BRITO

.
O dia 4 de Fevereiro é dia litúrgico de S. João de Brito, um sacerdote português da Companhia de Jesus (Jesusítas) que pregou e evangelizou na Índia no séc XVII.
Nasceu em Lisboa no dia 1 de Março de de 1647, de família nobre.
Sacerdote Santo e Mártir. Morreu no dia 4 de Fevereiro de 1693, com apenas 46 anos de idade.
Na prisão escreveu: "quando a culpa é virtude, o padecer é glória".
Foi preso e acusado pelos indígenas devido às suas virtudes.
A sua culpa era ser sacerdote católico, missionário e amigo dos outros.
Por isso, o seu sofrimento e padecimento foi uma honra, uma glória para ele...
Hoje temos necessidade de sacerdotes assim: santos e mártires.
Santos pela sua capacidade de se darem, de amarem, de viverem para os outros.
Mártir é aquele que dá testemunho da sua fé.
Em alguns casos até ao heroísmo, ao derramamento de sangue, até à morte. O ano passado morreram cerca de 23 missionários assassinados...
Mas ser testemunha da fé é uma tarefa de todos os cristãos, na vida de todos os dias.
Viver a fé alicerçada em Jesus que é sempre o mesmo Salvador: ontem, hoje e por toda a eternidade.
Num tempo de crise e de poucos valores humanos e cristãos, seria bom que os jovens (rapazes e raparigas) pensassem em dedicar a sua vida a fazer bem aos outros.
Tanta gente sem saber o que fazer da vida e o que fazer na vida.
O ano de 2011 é o Ano do Voluntariado.
Existe o voluntariado ligado a Congregações religiosas e Institutos de Vida Consagrada.
Muita gente podia fazer uma experiência de
um dia,
uma semana,
um mês
numa dessas casas religiosas e, quem sabe, poderiam descobrir uma vocação à vida consagrada.
Oxalá S. João de Brito inspire tantos jovens vazios, desorientados, perdidos na vida porque vivem só para si mesmos, de forma egoísta, a tentar ajudar os outros e encontrar um sentido e um rumo para as suas vidas.
Quem vive só para si, tem uma vida medíocre, banal, com pouco sentido, uma vida triste e infeliz.
Quem só procura a sua felicidade, nunca será feliz.
Quem vive para os outros, tem uma vida grande, cheia de significado, de sentido, de alegria e de felicidade.
Quem procura a felicidade dos outros é que será verdadeiramente feliz...