Número total de visualizações de página

terça-feira, 20 de maio de 2014

IDEAL PESSOAL, DIVISA, LEMA


http://deixadeusentrar.blogspot.com


É  muito importante uma pessoa conhecer-se a si mesmo(a). Para descobrir um Ideal Pessoal, uma divisa para orientar toda a sua vida.
Olhar para dentro de si mesmo. Descobrir a riqueza que háem mim e que eu até posso nem saber, nem conhecer.

- Como é que eu uso a minha liberdade?
- Estou a crescer e a amadurecer nas escolhas que faço?
- Ainda estou na fase infantil?
- Penso só em mim de forma egoísta e ególatra (culto ou adoração de si mesmo) ou também penso nos outros de forma altruísta, preocupando-me com o bem dos outros?

É necessário pensar nisto para cada um perceber que caminho está a seguir na vida e indicam qual a pedra fundamental da nossa vida, sobre a qual uma pessoa erguerá os seus planos de vida.

- Sou responsável e cumpridor?
- Sou religioso(a) e pratico a religião dentro e fora da igreja?

Um dia vivido só para si, sem nada contribuir para o bem dos outros ou para a glória de Deus, embora cheio de prazeres, foi um dia perdido.
Ser normal, saber enfrentar as dificuldades da vida com calma, segurança, perseverança.
- É importante cada pessoa conhecer-se a si mesmo, conhecer os seus desejos mais profundos, superar-se a si mesmo (desenvolver-se), ser plenamente Eu mesmo e não uma cópia barata dos outros. 
Não ser medíocre.

Só olhando para dentro de si mesmo posso verificar onde posso melhorar, aperfeiçoar.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

ORAÇÃO AO PAI DO CÉU


Aqui estou, Senhor Deus, como teu filho e filha. 
Aqui estou, como membro do teu Corpo Místico de Cristo, a Igreja Católica e como irmão dos outros.
Confio em Ti, Pai, como as crianças confiam nos seus pais. 
Sei que me amas como o melhor dos Pais e a melhor das mães.
Tu me criaste por amor, ó Deus. Tu me sustentas com a Tua Divina Providência. Tu queres o melhor para mim. 
Tu és a Vida e me queres encher da Tua vida abundante, da Tua paz, do Teu perdão e do Teu amor.
Sem Ti, Pai do Céu, somos como que crianças perdidas, órfãs, abandonadas, desorientadas.
Em ti temos um Pai no Céu e em Maria temos uma mãe no Céu que vela por nós e intercede por nós junto de Jesus.
Obrigado, Senhor Jesus, porque nos deste o Teu Pai para nosso Pai e nos deste a Tua Mãe a quem chamamos de Nossa Senhora, a Virgem Maria Puríssima, para nossa Mãe.
Assim, nos sentimos seguros, amparados, escolhidos, amados, abençoados, protegidos.
Bendito sejas, Senhor Jesus. Obrigado Senhor, Jesus. Tu és o meu Salvador e o Senhor da minha vida. A Ti me entrego, Senhor Jesus.

Muito obrigado Senhor.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

MUSICAL DE HOMENAGEM AO PAPA S.JOÃO PAULO II

FOI UMA NOITE PARA NUNCA MAIS ESQUECER- 
FAFE- PORTUGAL- 3 DE MAIO DE 2014
MIL PESSOAS NA PLATEIA E 250 A FAZER O ESPETÁCULO



















APROFUNDAR A FÉ

http://deixadeusentrar.blogspot.com


A vida do cristão é uma peregrinação sobre a Terra à procura do rosto de Deus. 
O crente é um peregrino (não sabe o que o espera), não é um turista (o turista vai com todas as coisas marcadas, sabe o que o espera...).
Abraão é chamado por Deus. Acredita n’Ele, confia n’Ele, deixa-se conduzir por Ele. Abandona-se nas mãos de Deus.
Por vezes, Deus faz silêncio e então temos de procurar a Deus no silêncio de um coração sincero.
A fé é a virtude que dá o fundamento à vida cristã.
A actividade dos Apóstolos e da Igreja é gerar a fé nas pessoas. A fé ou se apega, ou se apaga.
Sem a fé é impossível agradar a Deus. 
Cristo ressuscitado, hoje, alcança-se mediante a fé, mas também mediante a esperança e a caridade.
Fé, não é só acreditar numa série de verdades, mas acreditar também nas pessoas divinas.
Fé é fonte de alegria, de paz, de felicidade.
Fé é o encontro com Deus, é relação de pessoa a pessoa, é confiar no amigo.
Quando estamos doentes, vamos ao médico. 
Na doença da fé, não devemos medicar-nos a nós mesmos. Devemos ir ao médico: sacerdote, Jesus Cristo. Mas jesus pode ajudar-nos por meio de outras pessoas, como, por exemplo, os sacerdotes.
Nas dúvidas de fé, devemos procurar rezar mais, rezar melhor, perguntar a um sacerdote para nos esclarecer; ler a Bíblia (Palavra de Deus), participar num grupo de fé, de formação, de oração; participar da Eucaristia, confessar-se, comungar…
Contra o vazio da vida, a solução não é deixar a igreja, mudar de lugar, deixar a religião e procurar outras coisas… A solução é encher-se de Deus.

Devemos ter uma fé adulta, séria, madura, forte, que não precisa de muletas para caminhar, uma fé que vem de dentro, do nosso interior e não de pressões exteriores (dos pais, do ambiente, da comunidade) …
Fé pessoal, mas vivida em comunidade... No grupo, na paróquia... Fé que é adesão pessoal e inserção na comunidade...