Número total de visualizações de página

quarta-feira, 6 de abril de 2011

QUEM É AQUELE

.
.
Esta música popular portuguesa, fala de Jesus Cristo, de S. José e de Maria de Nazaré.
Estamos diante do quadro da Sagrada Família de Nazaré composta de S. José (esposo de Maria e pai adoptivo de Jesus); Nossa Senhora (esposa de José e mãe de Jesus) e de Jesus (filho).
A família é fundamental para uma vida normal, equilibrada onde se podem e devem transmitir VALORES.
Um dos problemas graves para a sociedade e para a Igreja é a destruição da família.
A desordem e os desequilíbrios nas famílias geram filhos desordenados e desequilibrados.
O mundo está mal, em grande parte porque a família está mal.
A Igreja (falo da Igreja Católica a que pertenço) porque a famílai está mal.
Os pais estão a falhar na transmissão dos valores cristãos e religiosos (a fé, a esperança, a caridade, a vida cristã, a prática religiosa dos sacramentos), mas também dos valores humanos: a educação, o respeito, a amizade, a verdade, a solidariedade, a paz, a justiça, a temperança (moderação), a prudência, a fortaleza (interior), o perdão, o cumprimento do dever.
Bons pais transmitem melhor os valores.
Maus pais, trasmitem mais os vícios, os defeitos, a indiferença pelos valores humanos e cristãos.
E se os pais não educam, não acompanham os filhos, não dialogam com eles e lhes fazem ver o que é bom e o que é mau; a sociedade encarrega-se de deseducar e transmitir uma forma de vida egoísta, interesseira, com base no:
Materialismo (só conta a matéria, religião, Deus, Igreja não fazem falta);
Consumismo - o que interessa é consumir, comprar, mesmo que não se precise e não tenhamos necessidade daquilo que compramos.
Hedonismo - Dá valor e só faz o que dá prazer, o que agrada. O dever, o que custa, o que traz exigências e sacrifícios, isso rejeita-se.
Permissivismo - Tudo é permitido, nada é proibido. Eu sou o deus de mim mesmo, eu mando em mim mesmo, sem ligar a regras, a moral, a ética, a leis, etc... 
Relativismo - Não há regras absolutas, tudo é relativo à minha pessoa, sou eu que decido o que está certo e o que está errado.
Família, sê aquilo que és.
Há famílias que não são famílias.
Há famílias que são apenas pessoas juntas, sem diálogo, sem partilha, sem amor, sem ajuda mútua, sem calor humano...

2 comentários:

  1. AMIGO PADRE ALBANO::
    FOI UM GOSTO AO PROCURAR ESTA BONITA MÚSICA E ENCONTRAR-TE COM O TEU VIOLÃO A CANTAR A MÚSICA QUE EU NECESSITAVA PARA ENSAIAR NO MEU GRUPO DE CANTARES DA ASSOCIAÇÃO SOCIAL E CULTURAL DE UEGEZES QUE EU FAÇO PARTE SÃO PESSOAS IDOSAS QUE FAZEM PARTE DESTE GRUPO E ESTA É UMA FORMA DE OS TIRAR DA SOLIDÃO E OCUPÁ-LOS PARA QUE ELES CONTINUEM A SENTIR QUE AINDA SÃO ÚTEIS À SOCIEDADE .
    UM ABRAÇO DO TEU AMIGO:
    ALFREDO OLIVEIRA

    ResponderEliminar
  2. CONTINUA NA TUA EVANGELIZAÇÃO POIS A MÚSICA É UM DOS MUITOS CAMINHOS QUE DEUS NOS DÁ .

    P. S. QUE DEUS TE ILUMINE .

    ResponderEliminar