Número total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de junho de 2011

CORTESIA E BOAS MANEIRAS -11

5. O colégio ou o internato
.
Os jovens que, por razões de ordem vária, são confiados a colégios ou internatos, têm que enfrentar uma importante e rica experiência de vida em sociedade: contacto quase permanente com muitos outros colegas, ambiente de disciplina e de trabalho, horário que regulamenta cada hora do dia, tempo para estudar e tempo para brincar…
Se é um colégio católico, também haverá tempo para a oração, como por exemplo num seminário ou num convento.

Sempre alegres
Um jovem da tua idade, Domingos Sávio, viveu alguns anos num internato.
Percebeu que o importante era viver na alegria, que o resto viria por acréscimo.
Foi um jovem tão humano que hoje é proposto como modelo de vida à juventude que busca a perfeição.
As normas que se seguem são formas concretas de expressar esta atitude permanente de alegria juvenil.
- Antes de mais nada, aceita com lealdade e obediência convicta os horários: estudo, trabalho, recreio e oração entrelaçam-se harmoniosamente para a tua completa formação.
Certamente que preferirias prolongar o tempo do recreio e reduzir o do estudo! Mas seria para teu bem?
- A disciplina não é uma palavra simpática, mas é necessária para quem se quer preparar para um futuro onde nem tudo são rosas.
O esforço que agora fazes por obedecer ao toque de uma campainha e por ser fiel a horários irá ajudar-te muito amanhã, quando entrares no mundo do trabalho.
- Sê cortês e gentil no trato com os teus educadores.
Reconhece a sua dedicação: eles vivem sempre entre vós, ao vosso serviço.
Saúda-os com cordialidade e, nos recreios, procura aproximar-te deles.
Evita, porém, toda e qualquer forma de adulação e de hipocrisia.
- Fraternidade cordial e afectuosa também para com todos os companheiros: não troçar dos seus defeitos físicos, não lhes por alcunhas irritantes, ser comedido e discreto nos gracejos. Nunca te rebaixes por palavras ou conversas inconvenientes.
Sê generoso na prestação de pequenos serviços aos teus colegas e também no perdão de desavenças e ofensas.
- Por vezes, há jovens violentos.
Se queres corrigir as prepotências de alguém, recorre aos educadores.
Não confies à força dos teus músculos ou à agilidade da tua língua a tarefa de restabelecer a ordem e a justiça.
Recorda sempre esta frase: fazer mal a quem nos fez bem é diabólico; fazer bem a quem fez bem é humano; fazer bem a quem nos fez mal é divino, é cristão.
- Deves acautelar-te do perigo que representa para a tua personalidade em formação o facto de te deixares influenciar doentiamente por companheiros maliciosos.
Aprende a reagir e a conservar-te independente na tua maneira de julgar e proceder, subtraindo-te à influência de companheiros interessados em estragar o ambiente de fraternidade, alegria e paz.
Está em jogo o teu carácter.
Os anos que passares no colégio poderão ser os mais preciosos da tua vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário