Número total de visualizações de página

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS- 6

Sou cristão (ã) ou católico (ã)?
Sabes que foi em Antioquia, por volta do ano de 43, que os discípulos de Jesus foram, pela primeira vez, chamados cristãos?
Quem no-lo diz é o livro dos Actos dos Apóstolos (Actos 11, 26).
Desde então, houve divisões dentro da família cristã e as diferentes sensibilidades, em vez de serem compreendidas como riquezas, tornaram-se motivos de separação.
Penso que o melhor é dizer-te que és, em primeiro lugar, cristão (ã), e depois católico(a).
Assim, sublinhamos aquilo que constitui a unidade de todos os que seguem o Evangelho de Jesus.
Quando queremos precisar as coisas, é preciso juntar um adjectivo à palavra «cristão» (como quem junta um nome próprio a um apelido).
Na verdade, o cristão é sempre ou protestante, ou anglicano, ou ortodoxo ou, ainda, católico, porque foi por intermédio dessas igrejas que ele recebeu o Evangelho de Jesus, foram elas que o ajudaram a compreende-lo e a pô-lo em prática.
Não há nenhum cristão que tenha descoberto o Evangelho sozinho, sem uma comunidade que lho anunciasse.
Esperamos que um dia estes adjectivos deixem de ser sinal de divisão e passem a ser cores de um mesmo arco-íris.
Entretanto, que cada um seja fiel àquilo que recebeu e aprenda a descobrir as riquezas dos outros.
Com efeito, o que é preciso não é esperar que «os outros» cristãos se juntem um dia aos católicos, mas sim que todos nós nos juntemos a Cristo e O sigamos mais de perto.

Sem comentários:

Enviar um comentário