Número total de visualizações de página

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

AJUDA PSICOLÓGICA


http://deixadeusentrar.blogspot.com


A pessoa doente psicologicamente precisa de AÇÃO, precisa de agir e não apenas reagir.

AGIR significa ter iniciativas que a ocupem física e mentalmente: sair de casa, passear, caminhar na rua, ver e admirar a natureza, ver as pessoas na rua, dizem um “bom dia” sonoro, alegre, sorrir, ver as montras, visitar outras pessoas amigas e familiares, ler um livro bom, rezar, cantar, aprender a tocar um instrumento musical, participar numa escola de dança, passeios organizados, fazer voluntariado, participar num grupo paroquial da igreja: coral, catequese, grupo de oração, etc.
REAGIR, significa apenas responder, não tomar iniciativas, deixar andar, deixar correr a ver o que acontece e a partir daí, a pessoa reage, responde.
Se nada acontecer, a pessoa não age, não reage, nada se passa, nada acontece e a inação é um mal e um problema grande para quem está doente psicologicamente.
 
A pessoa humana tem uma parte consciente que domina, que controla e outra parte inconsciente que não controla, não domina.

Deste inconsciente faz parte todo o nosso passado desde o primeiro dia na barriga da nossa mãe.

Há acontecimentos passados dos quais nem sequer nos lembramos e que tiveram muita influência na nossa vida no presente.

Muitas vezes quem nos domina é o inconsciente, as experiências passadas positivas ou negativas. Por isso temos reacções que nos parecem absurdas como as fobias, os medos irracionais: medo de elevador, medo do escuro, medo de aranhas ou outros animais, medo dos exames escolares, medo de andar de avião, sensação de pânico, etc.

Se a pessoa tiver pensamentos positivos e disser a si mesmo muitas vezes que “tudo vai correr bem, que não há razão para ter medo”, se outras pessoas a apoiarem com frases positivas, a pessoa pode libertar-se desse medo e reforçar o seu consciente que ela controla e domina.

Mesmo nas doenças, nas crises, nas dificuldades tenha ideias positivas, nunca espere nem preveja o pior.

O pior raramente acontece. O mal acontece, mas aproveite o mal para daí tirar o bem com ideias e pensamentos positivos, acreditando nas próprias capacidades, na ajuda dos outros e na ajuda de Deus.

Sem comentários:

Enviar um comentário