Número total de visualizações de página

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

HOMEM ANIMAL RACIONALOU IMAGEM DE DEUS


albanosousanogueira@sapo.pt

http://deixadeusentrar.blogspot.com/



HOMEM ANIMAL RACIONAL,OU IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS?


Quando pensamos na pessoa humana, homem e mulher, podemos pensar, afinal, quem é o homem? Quem é a mulher?
Uma definição muito antiga que já vem do grande filósofo grego Aristóteles, alguns séculos antes de Cristo, diz-nos que “o homem é um animal racional”.
Ou seja: o homem é um animal, tem muitas características dos animais, tem alguns instintos dos animais, mas é-lhes superior pela inteligência, pela racionalidade.
Esta definição tem muito de verdade: as pessoas humanas são animais que pensam, com racionalidade. Mas é uma definição incompleta e que define as pessoas por baixo, muito próximas do animal.
O homem usa a razão para se elevar acima dos instintos animais, mas às vezes usa a sua razão para o mal, para pensar o mal, construir o mal e fazer o mal. O que dá a razão a sua elevação não é ela mesma, pois o pensar em si não é automaticamente nem bom, nem mau.
A moral e ainda mais a moral bíblica e católica é que dão à razão humana uma elevação que leva a pessoa a distinguir o que é bem e o que é mal e isso, do ponto de vista católico, não é algo que se deve só à razão, mas à moral e a moral católica tem a sua base em Deus, no Deus bíblico revelado no Antigo e no Novo Testamento.
A Sagrada Escritura e a religião cristã dizem-nos que o homem é muito mais do que animal racional. O homem é IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS. Uma diferença enorme, uma elevação extra ordinária da pessoa humana. Uma definição por cima, que eleva a pessoa até Deus.
Vivemos numa sociedade onde Deus não conta para quase nada.
As leis do estado nesta Europa descristianizada e ateia, não têm em conta a grandeza da pessoa humana e olham para a pessoa na sua dimensão material, biológica, racional, afectiva; mas esquecem a grande dignidade da pessoa humana como imagem e semelhança de Deus.
Sem Deus, quem sou eu? Que faço na terra? De onde vim? Para onde vou? Sem Deus, qual o sentido da vida? Sem religião quem é a pessoa humana?
Infelizmente quando vemos o rumo da sociedade, preocupada sobretudo com O TER: ter coisas, ter bens materiais, ter dinheiro, ter fama, ter sucesso, ter prazer, ter gozo, ter honras, ter vitórias, vamo-nos apercebendo que o rumo não é tão certo como alguns querem fazer crer.
A pessoa humana não pode apenas basear a sua existência no TER, mas também e muito no SER: ser pessoa, ser digno, ser verdadeiro, ser honesto, ser generoso, ser solidário, ser crente, ser humilde, ser filho adoptivo de Deus…

Pe. Albano Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário