Número total de visualizações de página

sábado, 21 de janeiro de 2012

ORAR


Rezar é muito mais escutar a Deus do que falar
Nós quase sempre fazemos o contrário: falamos e queremos que Deus nos escute e nos escute obedecendo ao que Lhe pedimos.
Claro que orar também é falar com Deus.
Ter presente que Deus se relaciona comigo e que eu tenho todas as condições de O entender e de falar com Ele.
Neste relacionamento com Deus eu sou criatura d’ Ele e Ele é o Criador.
A presença de Deus na minha vida é necessária para eu me entender como pessoa, gostar da minha vida e estar bem comigo mesmo.
E Deus sempre se antecipa a nós, toma sempre a iniciativa.
      Quando eu tenho vontade de fazer o bem, isso já é uma reação à iniciativa de Deus.
Quando começo a olhar a realidade desta forma, vejo em tudo momento de orar e agradecer a Deus.
Não existem escolas ou mestrados em oração.
      A arte de dialogar e amar a Deus sobre todas as coisas é um caminho que se faz ao longo de toda a vida, com altos e baixos.
        A oração é uma atividade às vezes fácil e às vezes difícil ao mesmo tempo.
      Orar é um exercício que exige treino, hábito, persistência, como quem treina uma atividade desportiva.
      Levar a sério o exercício de rezar, não apenas de vez em quando, quando se sente bem, ou se tem necessidade, mas sempre. Jesus disse: “Rezai sem cessar para não cairdes em tentação” (Mt 26,41).
S. Paulo repete as mesmas palavras do Mestre: “Orai sem cessar” (1Ts 5,17).

Sem comentários:

Enviar um comentário