Número total de visualizações de página

sábado, 18 de agosto de 2012

A SAGRADA COMUNHÃO

albanonogueira2012@sapo.pt
http://deixadeusentrar.blogspot.com


Porque é que as crianças pequenas não podem receber a sagrada comunhão - a hóstia?
    Se tivesses nascido entre ortodoxos (os cristãos da Rússia, da Grécia, etc…), terias recebido no dia do teu Baptismo também a Confirmação (o sacramento do Espírito Santo) e a comunhão.
    Mas os católicos, de que certamente farás parte, escolheram fazer as coisas de outra forma.
    Com efeito, há muito tempo que se batizam as crianças quando elas ainda são muito pequeninas, cabendo aos pais e à comunidade cristã «iniciá-las» progressivamente naquilo que elas receberam numa altura em que ainda não eram capazes de o compreender.
Para isso, há algumas etapas a seguir. Por volta dos oito anos, a criança comunga pela primeira vez. Depois, perto dos doze anos, poderá «professar» a sua fé, isto é, proclamá-la diante de toda a comunidade.
Pouco tempo depois, vem o último dos sacramentos para que essa pessoa se torne um «cristão completo»: a Confirmação. Mas tende-se cada vez mais a adiar esta última etapa para o fim dos estudos secundários, depois das dúvidas da adolescência.
     Como vês, se uma criança ainda não pode receber a comunhão, não é porque ela seja má para ela, mas sim porque cada coisa tem o seu tempo.
     Não achas que é melhor que ela saiba bem antes o que vai fazer?
    A criança vai à catequese durante 3 anos e depois, já com algua formação, pode receber a Sagrada Comunhão, onde está Jesus escondido na Hóstia Consagrada.

Sem comentários:

Enviar um comentário