Número total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

PROFISSÃO DE FÉ E CONFIRMAÇÃO

 
 
Qual é a diferença entre Profissão de Fé e Confirmação?
     Vamos então a uma lição de vocabulário…
Por volta dos oito anos de idade, as crianças fazem a sua Primeira Comunhão- Em Portugal, agora, chama-se "Festa da Eucaristia".
Por volta dos onze ou doze anos, chegam ao fim de uma etapa na formação da sua personalidade e, portanto, também da sua fé. E é nessa altura que os cristãos fazem a Profissão de Fé (antigamente chamada Comunhão Solene).
Hoje chama-se "Festa da Fé".
Comungam então mais solenemente o Corpo de Cristo, e manifestam assim que estão e querem estar em comunhão com Deus e com todos os crentes. Nessa ocasião, fazem também a sua «profissão de fé», ou seja, são convidados a dizer diante de todos (é isso que significa «professar»)em que pé está a sua relação com Deus. A pouco e pouco, vão-se tornando adultos responsáveis.
Quando ainda estavas no berço, não eras livre. Eram os teus pais que tinham de tomar todas as decisões a teu respeito, incluindo as respeitantes à alimentação e à higiene. Mas, a pouco e pouco, és tu quem vai tomando cada vez mais conta da tua vida, que será aquilo que fizeres dela.
Entre todas as decisões que os teus pais tomaram por ti esteve em dúvida a do Batismo. Eles quiseram sempre dar-te o que, para eles, era o melhor. O dia da tua Profissão de fé será, se o quiseres, a altura de dizer: «Acho que fizeram bem. Concordo com a vossa decisão. Vou continuar a seguir esse caminho». A profissão de fé é, portanto, uma das primeiras decisões importantes que vais tomar.
Quanto à confirmação, que se recebe, em Portugal, depois dos 16 anos, é um dos sete sacramentos, ou seja, um sinal que Deus dá ao crente.
É um dos três mais importantes para alguém se tornar cristão (o outros dois são o Batismo e a Eucaristia).
O jovem confirmado devia ser um cristão adulto na fé, isto é, um cristão comprometido com Jesus Cristo e com a Igreja Católica. Um apóstolo da fé. 
Uma testemunha de Cristo, um "soldado" de Cristo e da Igreja.

Sem comentários:

Enviar um comentário