Número total de visualizações de página

segunda-feira, 11 de março de 2013

CARTA AOS QUE PROCURAM A DEUS

 
 
 
Como crentes em Jesus Cristo, animados pelo desejo de conhecer aquele que deu sentido e esperança à nossa vida, reconhecemos em tantos rostos do nosso tempo mergulhados numa situação de inquietação, que não dá para ignorar.
É uma inquietação que percebemos em nós próprios e que se exprime na questão: Deus, quem és tu para mim? E eu, o que sou para ti?
Sabemos que muitas vezes estas questões são sufocadas, perturbadoras, incompreendidas ou até parecem ser lançadas inutilmente.
Temos, contudo, a impressão que a interrogação sobre o mistério último que a todos nos envolve, e que tem consequências sobre o sentido da nossa existência, está verdadeiramente espalhada.
Esta reflexão, pode ajudar aqueles que procuram incessantemente uma resposta às questões mais profundas do seu coração e também aqueles que já desistiram de procurar, resignados ou desiludidos.
 Todos aqueles que procuram razões para viver, de algum modo e no mais profundo da sua expectativa, procuram Deus: querem propor uma estrada para encontrar Jesus, o Cristo, o Filho de Deus vivo que veio ao nosso encontro, aquele que subverte os nossos esquemas e as nossas expectativas, mas que é também o único que, na nossa perspectiva, pode dar-nos a água que mata a nossa sede para a vida eterna.
(continua)
 

Sem comentários:

Enviar um comentário