Número total de visualizações de página

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

QUE SABEMOS NÓS DE DEUS?



http://deixadeusentrar.blogspot.com/

De Deus sabemos muito pouco. Há algumas afirmações seguras (no campo da fé) que podemos dizer de Deus:

1- DEUS É CRIADOR
Deus, de Si mesmo, do seu SER, fez aparecer todas as coisas, ainda que isso tenha acontecido da forma como diz a ciência por meio de um big bang ou grande explosão há 13,7 biliões de anos.
A ciência fala de COMEÇO. A Fé e a Bíblia falam de ORIGEM. A ciência diz que houve um começo por meio de uma explosão de uma certa singularidade que não se sabe bem explicar o que era isso e como é que isso explodiu se nada existia?
Começo e origem não são a mesma coisa. O meu COMEÇO deu-se quando a célula masculina do meu pai (espermatozóide) se fundiu com a célula feminina da minha mãe (óvulo) e deu origem ao ovo (a primeira célula da minha pessoa).
Mas a minha ORIGEM vem de trás, está fora de mim, está nos meus pais.
Assim, o mundo tem um começo, mas a ORIGEM não está nele mesmo, mas fora dele. Ora a ciência não sabe onde está a origem do Universo. Para quem tem fé, a ORIGEM de tudo é Deus.
Muitas vezes usa-se origem e começo no mesmo sentido, mas é errado.
Assim, quem tem fé diz que a ORIGEM do mundo está em Deus e Deus apresenta-se como o CRIADOR, a ORIGEM de todas as coisas criadas.
Tudo o que existe tem um autor. Para mim que tenho fé, o Universo tem um autor. Não existe por si mesmo, não vem de si mesmo, mas de fora de si mesmo. Para quem tem fé em Deus o AUTOR e ORIGEM do Universo é DEUS.

Deus é anterior à Natureza... É eterno, não tem princípio, nem fim.
Tudo o que existe tem uma origem, um Criador e para os crentes é DEUS. Sabemos que DEUS É CRIADOR.

2-DEUS É AMOR
Além de ser CRIADOR, Deus é AMOR, porque cria transbordando amor. Não cria por necessidade, mas por Amor. Os pais criam filhos por amor. Ora, se isso é verdade nos humanos muito mais em Deus. Toda a criação é obra do amor de Deus. A pessoa humana existe por uma decisão livre e amorosa de Deus que quis que os humanos existissem (ainda que tivessem surgido da evolução dos primatas). DEUS CRIA PORQUE É AMOR. O seu amor transborda para os humanos e torna-os capazes de amar a Deus, aos outros, a si mesmos e à natureza.
A grande definição do Novo Testamento é esta: DEUS É AMOR. Deus é Aquele que Ama e tudo o que faz, faz por Amor. Criação de tudo por Deus; a Encarnação (vinda de Jesus à terra), a sua vida, Paixão, morte e Ressurreição são sinais de como Deus nos ama.
Deixa que te pergunte: sentes, percebes, já interiorizaste em ti esta verdade de que Deus te ama? Já fizeste esta descoberta do amor de Deus por ti?
Quando fizeres, isso será uma das tuas maiores descobertas que poderá revolucionar e transformar a tua vida para melhor: saborear que Deus te ama...
Muitos que se dizem católicos afastaram-se de Deus e da prática religiosa porque nunca descobriram o quanto Deus os ama e por isso não correspondem ao seu amor, ignoram-no, desprezam-no. São amados por Deus, mas não amam a Deus.
Sabemos que DEUS É AMOR. Nos ama como o melhor dos pais e a melhor das mães
O Amor de Deus é gratuito, universal, incondicional.

3- DEUS É VIDA
Aquele que gera novos seres gera a vida. Todos os seres vivos geram a vida recebida conforme a sua natureza: vegetal, animal, racional.
Deus não existe da mesma forma que nós existimos. Deus existe de forma absoluta, isto é, tem de existir necessariamente. Nós existimos de forma contingente, isto é, existimos, mas podíamos não existir e um dia vamos deixar de existir… A nossa existência é algo de acidental. A Existência de Deus é ESSENCIAL.
Deus tem o SER da VIDA. DEUS É A VIDA (necessariamente). Nós temos vida.
O SER VIDA é permanente, o TER vida é passageiro e um dia deixamos de ter esta vida (pelo menos a vida biológica).
Deus é o Senhor de tudo e é o Senhor da Vida. Deu aos seres vivos a possibilidade de transmitirem vida. Assim, sabemos que DEUS É VIDA e ORIGEM de toda a vida que há no mundo.
A Sua vida está nos seres vivos, embora de forma diferente: vida vegetativa, animal, humana...
Se DEUS É VIDA, quer dizer que sem Deus o que existe é morte. Quando falo em morte falo de um conceito alargado e não apenas a morte biológica. Morte como solidão, como quebra de relações, morte como ruptura de relações entre os humanos e Deus, dos humanos uns com os outros e com a natureza.
Basta olhar para este mundo sem Deus e vemos o contrário da Vida: a morte, a solidão, a ruptura de relacionamentos.

4- DEUS É RELAÇÃO
Deus não é um ser solitário, isolado, sozinho. Deus é um Ser que vive em relação para dentro de Si mesmo e para fora de si mesmo.
Para dentro de si mesmo existem as relações entre as 3 pessoas divinas (o Pai, o Filho e o Espírito Santo). Deus vive eternamente neste relacionamento interno.
Para fora de Si mesmo, Deus vive em relação com todas as coisas criadas, especialmente com os humanos a quem criou à Sua imagem e semelhança.
O homem será tanto mais imagem e semelhança de Deus quanto mais viver este relacionamento harmonioso com Deus, com os outros, consigo mesmo e com a natureza.
O contrário da relação, da solidariedade é a solidão, a desunião, a ruptura.

5- DEUS É SALVADOR, LIBERTADOR.
A história bíblica relata-nos Deus a Salvar o Povo Hebreu e Jesus Cristo apresenta-se como o Salvador de todos… Todas as acções de Jesus combatendo o mal do corpo, da mente, do coração(doenças) e o mal da alma ou do espírito humano (pecados) querem dizer isso: Deus quer salvar, libertar, dar vida abundante e feliz aos humanos seus filhos.
Deus quer que todos se salvem, mas pede a nossa colaboração para que isso aconteça.
O amor Criador de Deus levou-O a tudo fazer para libertar e salvar os humanos da miséria, da dor, do sofrimento, da morte, da condenação e dar-lhes a vida abundante que há em Deus.
O mal existe e Deus uniu-se a nós no combate a esse mal. Jesus morreu para vencer o mal que oprime e torna infeliz os humanos. Tornou-se solidário connosco vivendo a nossa vida em tudo menos no pecado para lhe dar sentido.
Jesus curou, sarou muitas pessoas, perdoou os pecados, abençoou, santificou, ressuscitou 3 pessoas. Tudo isto significa luta de Deus (Jesus é o Filho de Deus) contra o mal. Para Salvar, para libertar do mal e para aumentar o bem e dar a todos uma VIDA e VIDA ABUNDANTE neste mundo e no mundo que há-se vir com a morte.
Deus é CRIADOR; mas existe algo que é destruidor. Deus é AMOR, mas existe também o ódio. Deus é VIDA, mas existe a morte, a solidão, o isolamento. Deus é RELAÇÃO, mas existe também a quebra de relações, as rupturas...
A cada pessoa compete escolher se quer estar do lado de Deus, da Criação, do Amor, da Vida, da Relação ou do lado do mal, da destruição, do ódio, da morte, da ruptura e do isolamento em relação a Deus e aos outros.


P. Albano Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário