Número total de visualizações de página

quinta-feira, 5 de julho de 2012

AS NOSSAS DUAS FORÇAS



A FERA E O ANJO EM NÓS 
 Em cada pessoa há o instinto animal, feroz que, muitas vezes puxa para o mal, para a violência, para a morte. E há também na pessoa a tendência para o bem, para a amizade, a paz, o respeito.
Mas esta tendência para o bem é já fruto da educação, da cultura, da moral em que a pessoa vai sendo conduzida e educada.

A fera e o anjo é o Homem diante do bem em atitudes diferentes.
A FERA procura extrair dos outros uma satisfação, um bem para mim. Tem garras. Quer receber, é egoísta, só pensa em si.
O ANJO leva-me até às pessoas para as querer, para as afirmar com a minha estima e para o seu bem. É altruísta.
O anjo tem asas que abrigam e acalentam e que me levam ao encontro dos outros para dar, para ajudar, para levar calor, afeto, amor, reconhecendo valores.
A fera só me leva a parar quando estiver saciado de sangue, de posse.
A RELIGIÃO é uma atividade que leva a desprender-me de mim no reconhecimento de Deus como primeiro valor, como valor absoluto e fonte de todos os outros valores.
A religião é uma força libertadora. Uma força que liberta para fazer o bem a Deus e aos outros. Proíbe o mal, mas ajuda a fazer o bem.
     Compete a cada um dominar a fera que há em si mesmo e deixar-se conduzir pelo anjo que há em si mesmo, pela imitação do bem que Deus é e que Jesus Cristo nos revelou.
    Dominar os seus desejos selvagens, dominar-se a si mesmo; educar os seus desejos para desejar o bem não só para mim, mas também desejar o bem comum, o bem dos outros. O bem de todos.
     A fera procura a posse egoísta dos outros.
É o sentido e a preocupação do "ter" e "ter cada vez mais", como é a nossa civilização materialista em que nos encontramos. Esta sociedade dá mais valor às coisas, ao ter, do que às pessoas.
    O anjo procura o dom, a doação de si mesmo a Deus e aos outros. O anjo dá mais valor ao "ser": ser bom, ser amigo, ser honesto, ser digno.
    Ser anjo, não quer dizer ser "anjinho", que os outros enganam, oprimem, esmagam, abusam.
    Aqui, ser anjo, quer dizer: ser bom e fazer o bem.
    Vencer e dominar a fera que há em nós e nos torna agressivos, violentos, possessivos.
    Neste mundo nunca seremos só anjos, mas podemos ser umas autênticas feras para os outros e para nós mesmos.
    Podemos ser cada vez melhores e seremos muito mais felizes.

Sem comentários:

Enviar um comentário